Marketing digital – Parte 1

Marketing digital – Parte 1

Em dias como os de hoje, uma das palavras que mais ouvimos é marketing digital.

Atualmente o consumidor da era digital tem a mobilidade e a praticidade a seu favor, independente do local onde esteja, é possível decidir a respeito de uma compra, realizar uma avaliação ou pesquisa de um serviço ou produto e se divertir de diversas formas, seja em casa, na rua ou no trabalho.

Encontrabilidade

Por conta da tendência de crescimento do marketing digital, as marcas precisam mais do que nunca se adequarem, acompanhando e (se possível)antecipando estes novos comportamentos de consumo, sendo dinâmicas e trazendo tendências para o mercado.

Trocando em miúdos, atualmente não se pode apenas desenvolver um lindo web site e alimenta-lo com conteúdo.

Tão importante quando ser visualmente atrativo e relevante acerca de conteúdo é necessário ser encontrável, estar adaptado ao acesso mobile (responsividade)e o mais importante, falar diretamente a seu público alvo, atendendo as demandas deste e fazendo com que exista assim o interesse por parte do mercado.

ZMOT

Antes de nos preocuparmos com o visual, linguagem de programação, UX (User Experience – Experiência do Usuário) e demais planejamentos de divulgação, devemos preparar nosso web site para o ZMOT (Zero Moment Of Truth – Momento Zero da Verdade).

O ZMOT é a nomenclatura utilizada pelo Google para o novo comportamento de tomada de decisão de compra de um produto/serviço, este influenciado pelo advento da internet.

Quando somos impactados por alguma ação de comunicação por exemplo, propaganda, publicidade, merchandising ou product placement e esta desperta em nós algum interesse, qual a nossa primeira reação?

A grande maioria das pessoas irá pesquisar a respeito do produto/serviço e quase que ritualisticamente iremos buscar informações no Google.

Este comportamento citado acima é o ZMOT.

Relatório Digital, Social e Mobile da We Are Social.

Conforme o relatório Digital, Social e Mobile da We Are Social, realizado no ano de 2015, o Brasil ocupa hoje o terceiro lugar entre os países mais conectados do mundo, além de 54% de nossa população, cerca de 204 milhões de pessoas, serem usuários ativos de internet.

Diariamente em todo território brasileiro são realizadas mais de 400 milhões de buscas na página do Google, e acredite, apenas 20% destas buscas são realizadas por estímulos provenientes do ambiente digital.

Em um esquema tradicional de decisão de compra, o consumidor, ao ser impactado por alguma ação, seja ela um comercial de TV, rádio, anúncio em jornal ou revista por exemplo, iria em busca do produto/serviço em seu ponto de venda.

Este era o chamado FMOT (First Moment Of Truth – Primeiro Momento da Verdade), neste caso a decisão por comprar ou não o produto/serviço dependeria da relação existente entre o impacto de comunicação recebido (que levou o consumidor a buscar a oferta), merchandising do ponto de venda, nível de envolvimento emocional com o produto/serviço e até mesmo a qualidade do atendimento recebido na loja.

Após a aquisição efetiva de uma oferta, o consumidor parte para a experiência de uso do produto, chamada de SMOT (Second Moment Of Truth – Segundo Momento da Verdade), onde será realizada uma prova real, afim de verificar se todas as features do produto/serviço são de fato reais, e se a relação de valor (preço/benefícios entregues) é positiva.

Antes da era do marketing digital.

Antes do advento do marketing digital o mercado não era colaborativo, as informações que consumíamos eram aquelas que nos eram entregues e da forma como nos eram entregues.

Se quiséssemos encontrar uma empresa teríamos que recorrer a listas infindáveis como as antigas páginas amarelas, se quisesse conhecer um fato histórico, teríamos que ir pesquisar em livros de um acervo pessoal ou em uma biblioteca pública, por exemplo, hoje em dia basta ter um termo chave sobre o assunto que se deseja pesquisar e um motor de busca, que conseguiremos obras, pesquisas, vídeos e muito mais em questão de segundos.

Por conta deste universo de dados, que está a distância de um clique, devemos nos esforçar ao máximo para termos o nome de nossa empresa (de forma orgânica ou paga)nas primeiras posições das buscas.

Pense nisso, em dias como os que vivemos, as pessoas buscam por rapidez e praticidade e neste caso, estar bem ranqueado pode ser a diferença entre não vender e vender.

Por conta da extensão do assunto marketing digital, daremos continuidade em nossa próxima postagem.

Espero que este conteúdo tenha sido relevante para você, caso tenha alguma dúvida sobre, entre em contato conosco.

Quer sugerir algum tema relacionado ao marketing e comunicação? Entre em contato conosco e nos envie sua sugestão.

Um abraço e até o próximo post!

Claro, hay algunos aspectos que tal vez recuerde acerca de medicinas. Todos los medicamentos de descuento ahorran dinero, pero algunas farmacias online ofrecen mejores ofertas que otras. Sin dudas, hay muchos factores en los que debes pensar Comprar Kamagra Oral Jelly. Aparentemente ya has ledo algo al respecto. їQu remedio se usa para tratar la impotencia? їCуmo puede obtener informaciуn detallada sobre http://kamagra-online24.com/es/kamagra_oral_jelly.html? M’s tarde puede ser interesante hablar de Kamagra Oral Jelly. Sin embargo, hay muchos medicamentos que reducen la presiуn arterial sin efectos secundarios. As que si usted est’ experimentando problemas erctiles, es esencial ver a un farmacutico certificado directamente para un examen mdico completo.


master@Admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *